Google Adwords – Melhores resultados, com menor verba!

Mais acessos ou mais vendas?

Existe muito conteúdo na internet sobre como fazer e gerenciar o Google Adwords, mas o que realmente você precisa saber para começar a sua campanha com sucesso? Existem muitos fatores desconhecidos pela maioria das pessoas, que impactam diretamente nos resultados finais da campanha.

Vamos abordar estes pontos:

1 – Definição da meta

“ Se você não sabe onde quer chegar, qualquer caminho leva para lugar nenhum”

Para você definir uma meta, você precisa saber onde quer chegar, ou seja, qual o resultado a ser obtido. Muitas empresas ou pessoas focam em ter mais acesso, outras preferem ter mais vendas e/ou geração de prospects. Somente após esta definição da meta podemos escolher qual caminho tomar! Qual será a sua meta?

img1

2 – Escolhendo o caminho

Mais acessos:

Caso a sua meta é ter mais acessos, independente do resultado em vendas ou receita, seus esforços devem ser focados na abrangência x custo. Escolha palavras com maior alcance e com um baixo valor. Assim você conseguirá o maior alcance com uma baixa verba e, com isto, mais acessos; porém nesta modalidade o público pode não ter tanto interesse no seu produto ou serviço, já que a ideia é gerar tráfego.

Mais vendas (geração de prospects):

Caso a sua meta é mais obter mais vendas e gerar novos prospects, o caminho se torna bem diferente. Para a geração de vendas e prospects a ideia é otimizar ao máximo a sua verba, principalmente se ela não for tão “gorda”.

Não force a barra

Tente encontrar o público com real interesse no seu produto ou serviço; uma dica é utilizar palavras compostas para deixar mais barato o custo das palavras, por exemplo: “mamadeiras são paulo”, ou “mamadeiras baratas”. Esta técnica é usada para evitar desperdício de verba com público não engajado. Evite o uso de palavras com muita abrangência, como “mamadeiras”; quando se usa uma palavra como esta, não se sabe se quem procurou quer realmente fazer uma compra, ou se está apenas pesquisando algo sobre o tema.

Não brigue com a concorrência

Lembre-se: a ideia para ter mais vendas e prospects não é ser o primeiro no Google, a ideia é ter boas posições e ficar o mais tempo possível com a campanha no ar, para gerar público de real interesse no seu produto ou serviço, com menos acessos, mas com mais qualidade.

Região e horários

Se seu negócio ou serviço tem uma abrangência geográfica, ou seja, região de atuação, como “cidade de São Paulo” ou “bairro Tatuapé”, você deve criar os filtros de localidade. Lembre-se de levar em conta o custo do frete, atendimento à distância, entre outros, para definir a sua abrangência geográfica. Se o seu negócio depende de um atendimento ou resposta rápida para os e-mails, segmente sua campanha para o horário comercial, pois somente assim você conseguirá atender seu cliente em um prazo desejável.

Negative palavras

Se o seu foco é vendas ou geração de prospects, negative palavras como: “como fazer”, “funciona”, “grátis”, “usado”, vaga”, “emprego”, entre outras. Estas palavras podem gerar um tráfego de visitantes ao site não qualificado para este objetivo.

3 – Conversão é tudo!

O Google Adwords é uma ferramenta incrível para a geração de tráfego para seu site, porém você deve ter uma estratégia muito bem definida para converter este tráfego em receita ($$$).

Aqui vão algumas dicas simples para você aplicar:

– Tenha um site que transmita confiança ao visitante, e que seja bem construído. Um site bem construído consegue deixar as palavras-chave com menor custo.

– Não abuse de animações, banners e distrações, o cliente está em busca de alguma informação especifica (palavra-chave), então torne a informação que ele procura o mais clara e relevante possível.

– Tenha diversos formulários de cadastro para coletar os dados do visitante; para isto ofereça algo em troca do cadastro do visite, como e-book, informações privilegiadas, entre outros.

– Tenha uma equipe de vendas para entrar em contato com todos os que assinaram os formulários de cadastro, pois informação não é nada sem ação.

 

Você gostou destas dicas? Conheça então nosso trabalho acessando o site da Sopa de Ideias: www.sopadeideias.com.br

Autor: Thiago M. dos Santos
Sócio-diretor da Sopa de Ideias

4 Passos Para Alinhar Marketing e Vendas

Fique por dentro de 4 passos fáceis para colocar o marketing e as vendas para trabalharem juntos para atingir os resultados.

Um dos 2 cenários a seguir tornou-se comum para muitas empresas:

  • A equipe de vendas está frustrada, devido o grande número de ligações não qualificadas que estão fazendo. O marketing não está fazendo o seu trabalho de atrair as pessoas certas?
  • A equipe de marketing está frustrada porque eles estão gerando uma série de leads, mas a equipe de vendas não parece fechar nada. A equipe de vendas não está fazendo o seu trabalho?

A interação entre vendas e marketing pode ser comparada ao desenho Tom & Jerry… eles estão sempre se perseguindo e transferindo a culpa para o outro.

A verdade é que isso não é bom pra ninguém e é um enorme desperdício de tempo para todos.

Mais do que ninguém vendas e marketing precisam estar em sintonia. Juntos, eles devem definir qual é o perfil de lead qualificado para a empresa para que o marketing possa abrir com maior eficácia o mercado para os vendedores.

E, com isso, a equipe de vendedores tem um cenário melhor para trabalhar prospects mais qualificados para se trabalhar.

De acordo com um estudo do HubSpot, as empresas com um alinhamento forte entre marketing e vendas tiveram um crescimento de sua receita anual em 20%, em 2010.

Alinhar as 2 equipes de vendas e marketing é fundamental na capacidade de uma empresa gerar leads de mais qualidade, prontos para comprar.

Alinhando marketing e vendas em 4 etapas.

#1. Defina o ciclo das vendas da sua empresa.

Todas as suas iniciativas de marketing têm um custo. Cada post do blog, e-book, website e a visita de seus clientes têm um custo de produção.

A fim de garantir que você está executando uma campanha rentável é fundamental identificar o custo por lead para que seja possível alocar de formas mais eficazes seus recursos.

#2. Defina os leads de qualidade.

Para que a equipe de vendas possa fechar mais vendas, eles precisam de leads mais qualificados.

Para que o marketing possa criar o conteúdo necessário para gerar leads qualificados, eles precisam saber em que essas pessoas estão interessadas.

Ambas as esquipes devem ser envolvidas na definição da qualificação de leads e nos potenciais compradores da empresa.

#3. Defina os níveis de seu funil de vendas.

É importante tanto para o marketing quanto para as equipes de vendas entender quais são os níveis do funil de vendas da sua empresa, e as iniciativas que devem seguir em cada etapa.

#4. Implementar o nível dos leads.

Sua equipe de vendas deve estar marcando todos os leads como qualificados ou não qualificados em um CRM Online.

Isso permite que a equipe de vendas possa avançar sobre os leads com mais possibilidades e com mais condições de concluir a venda.

Garantir o alinhamento de marketing e vendas irá dar à sua equipe de marketing uma direção mais orientada e entregar leads de mais qualidade para a equipe de vendas.

Afinal, a última coisa que você quer é sua equipe de vendas desperdiçando o seu tempo no telefone com leads que não valem nada.

Segundo Peter Caputa, diretor de vendas e marketing do HubSpot:

O passo fundamental para a geração de leads qualificados é a definição da personalidade de seu comprador. Então, depois disso, é preciso criar um conteúdo que irá surtir efeito para essas pessoas em cada etapa do processo de compra.

Se você achar que é incapaz de se conectar 1-a-1 com seus leads, você vai conseguir que as pessoas saiam da sua lista de e-mail mais rápido do que pode pensar.

Além disso, se você não se conectar com as pessoas 1-a-1 você sempre irá atrair influenciadores de baixo nível, sinal de que não está criando o conteúdo de maneira correta.

Dê um passo atrás e defina e mapeie corretamente a personalidade de seus clientes e remodele o seu calendário editorial para a fase de compra dessas pessoas.

Fonte: Cibercultura, Empreendorismo e Marketing

Sebrae orienta comerciantes sobre vendas de fim de ano

Especialista em comportamento empresarial ministra palestra a empreendedores de Catalão.

 

Os empreendedores do município de Catalão, a 249 km de Goiânia, vão receber nesta quarta-feira (28) ajuda extra para alcançarem um Natal ainda melhor. Dalmir Sant’Anna, especialista em comportamento empresarial, ministrará palestra a partir das 19h. O tema da capacitação é “Estratégias para resultados surpreendentes nas vendas natalinas“.

“Nosso foco é levar às micro e pequenas empresas de Catalão e região informações para que elas possam conduzir melhor os negócios neste fim de ano, de modo a potencializar suas vendas”, explica Sebastião Umbelino de Souza, gerente da Regional Sudeste do Sebrae em Goiás. A instituição organiza a palestra ao lado da Associação Comercial e Industrial e Câmara de Dirigentes Lojistas (ACIC/CDL).

Segundo prognóstico feito pelo presidente da ACIC/CDL, Chahadeh Damach, em dezembro as vendas do comércio devem aumentar cerca de 20%, se comparado com o mesmo período do ano passado. “A capacitação leva aos comerciantes o que eles mais necessitam nesse período: conhecimento para venderem mais. Catalão tem o comércio mais forte do interior de Goiás”, revela.

A capacitação de Dalmir Sant’Anna integra o Ciclo de Seminários, do Programa Horizontes para Gestão, do Sebrae em Goiás. Ao longo de 2012, Goiânia e o interior receberam palestras de especialistas renomados nas mais diversas áreas do conhecimento, como Max Gehringer, Walter Longo, Reinaldo Domingos e Paulo Rabello. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelos telefones 0800 570 0800 e (64) 3441-2512.

Serviço:
Palestra ‘Estratégias para resultados surpreendentes nas vendas natalinas’, por Dalmir Sant’Anna
28 de novembro, às 19h
Local: Centro Cultural Labibe Faiad – Praça das Três Cruzes, Catalão (GO).
Inscrições: 0800 570 0800 – (64) 3441-2512 Leia Mais

 

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Os novos paradigmas do Marketing B2B.

A Internet mudou para sempre o modo de se fazer negócios:

Transformou o relacionamento entre empresas, seus clientes e parceiros de negócios, exigindo formas inovadoras de trabalho, mais rápidas e eficientes.

Os prospects estão no controle do processo de compra:
Buscam informações por conta própria, por diferentes meios, e definem o seu próprio ritmo através das fases do ciclo de compra. Só querem contato com um vendedor, nos estágios finais do ciclo, quando mais de 70% do processo decisório já foi feito.
A forma de comunicação através dos canais de marketing se alterou:
As empresas mais bem preparadas estão investindo em táticas de Inbound Marketing, que propiciam uma melhor relação custo/benefício.

É preciso descobrir os meios preferidos que seu público alvo quer utilizar para se comunicar e se engajar. A adoção de diferentes canais tende a aumentar:
Dispositivos móveis, rich media (vídeos, podcasting), mídias sociais (blogs, microblogs, redes sociais). As mensagens precisam ser cada vez mais personalizadas e segmentadas, exigindo a adoção de novas táticas, recursos tecnológicos adequados e equipes preparadas;

É preciso preparo para saber conversar:
Por quê? Por que mesmo que um prospect ache seu website e possa navegá-lo livremente, ele espera poder comprar em seus próprios termos, e no rítmo que o deixe dentro de sua área de conforto. O novo paradigma diz que os clientes não querem ser abordados agressivamente, preferem se conectar e cultivar um relacionamento com a marca. A forma mais viável é através de um conteúdo de qualidade que promova o engajamento e construa credibilidade;

É preciso disponibilizar conteúdo relevante no timing correto:
Para conversar adequadamente, conteúdo relevante deve ser disponibilizado gratuitamente, contextualizado e otimizado. Para ter maiores chances de tornar um lead inicialmente sem qualidade num lead qualificado, você precisa ter conteúdo de qualidade e recursos interativos para educá-lo e construir um relacionamento.

É preciso disponibilizar conteúdo relevante no meio correto:
A estratégia de comunicação deve estar mais voltada para os meios interativos e focada na acumulação de capital de relacionamento – qualidade e profundidade – junto a seus clientes.

É preciso se tornar uma via de mão dupla, entendendo, formando e educando o cliente ao mesmo tempo:
O diferencial competitivo deve se basear nas interações e na administração das experiências dos prospects / leads / clientes com seus produtos e serviços. O foco está em fornecer soluções e serviços diferenciados e no relacionamento, não na transação em si. Para poder interagir produtivamente, é preciso capturar dados dos prospects para montar um perfil que possibilite entendê-los.

Para gerar receita, Marketing precisa:

  • Engajar os prospects no início do ciclo de compra, provendo informações relevantes e educando os leads, de acordo com cada estágio do ciclo de compras. Hoje a venda começa com o Marketing;
  • Saber identificar quais são os leads maduros e nutrir os restantes, até que eles estejam prontos para decidir;
  • Ser capaz de gerar e administrar um maior número de campanhas simultâneas e multicanais, sem contratação de recursos;
  • Fazer um follow-up mais consistente;
  • Poder demonstrar o impacto que as ações de marketing geram no faturamento e comprovar o ROI de cada campanha e/ou segmento de mercado para o negócio.
  •  Substituir os “soft numbers” (aberturas, cliques, N# de visitas) por “hard numbers” (taxas de conversão em cada fase do ciclo de compra, custo por lead, custo por ação, custo por venda, receita por campanha, segmento, etc.; ROI, diminuição do ciclo de compras);
  • Começar a ser percebido como centro de receita e não como centro de despesa.
  • Marketing e Vendas precisam trabalhar mais alinhados, sendo corresponsáveis pelas conversões em vendas.

Os resultados do seu negócio dependem mais da qualidade dos leads do que da quantidade.

A geração de leads pode ser feita de diferentes formas, mas a geração de leads qualificados requer uma abordagem diferente, permitindo que a área de vendas trabalhe mais focada, lidando só com as oportunidades de maior probabilidade de conversão em vendas. O gerenciamento de leads é um processo dinâmico e interativo, que deve ser monitorado e ajustado continuamente.

O surgimento de novas mídias, as redes sociais, a micro fragmentação de audiências, a proliferação dos canais de contato com clientes, além da movimentação do poder em direção ao cliente, transformaram o trabalho de marketing em um imenso quebra-cabeça.

Administrar a área de marketing de uma empresa é uma missão que exige mais e mais disciplina, processos e o correto uso de tecnologia. Não é mais possível improvisar, o nível de exigência é muito alto.
Um sistema de automação de marketing e gerenciamento de leads proporciona aumento da taxa de retorno, muitos benefícios, baixo risco e um investimento modesto.

Escrito por: Max Barbosa

Dicas para um bom anúncio em revista

Olá amigos, clientes e curiosos! Hoje vou dar três regrinhas para criar um bom anúncio em revista.

Em primeiro lugar, você deve entender que o leitor não comprou ou está folheando a revista com o intuito de ver seu anúncio, por isso ele tem que chamar a atenção do leitor.

Regra 1: Prenda a atenção do leitor; a regra dos 5 segundos.
Quando o cliente está folheando uma revista, ele não ficará mais de 5 segundos parado numa mesma página, se não estiver interessado em seu conteúdo. Para chamar a atenção, nada melhor que uma imagem bem trabalhada e criativa, aliada a uma frase de impacto que resuma sua empresa ou produto. Read more