A Importância de Construir Comunidades em Torno de Marcas

As pessoas tendem a confundir “Estratégia de Social Media” com “ter uma conta da minha empresa nas principais redes sociais”.

No entanto, as estratégias de Social Media que dão resultados são aquelas que vão além da mera quantidade de curtidas na página ou nos posts, partindo para o planejamento de longo prazo, visando construir e nutrir comunidades de fãs em torno de uma marca, produto ou serviço.

community-manager

Consumidores não prestam mais atenção em propaganda, mas procuram ativamente ouvir a opinião de outras pessoas (principalmente do seu relacionamento) sobre produtos e serviços que desejam consumir. Esta é a oportunidade perfeita para criar um ambiente onde as pessoas falam bem da sua marca. A “mina de ouro” hoje em dia não está mais na mídia paga, nem na mídia própria per si, mas na forma como as marcas utilizam estrategicamente essas mídias para atrair mídia espontânea.

Para isso você precisa:

  • Garantir a excelência do seu produto/serviço/atendimento – caso contrário, as pessoas usarão as redes sociais para falar mal da sua marca. Primeiro você precisa “ser”; depois “aparecer”;
  • Entender qual a personalidade da sua marca e criar o “tom de voz” que irá expressá-la na internet (será formal ou “informal”? Assertiva ou diplomática? tradicional ou “cool”?);
  • Criar uma linha editorial que servirá de guideline para a criação das pautas de posts;
  • Responder rapidamente às perguntas ou comentários deixados pela sua rede de fãs, sempre usando a personalidade e “tom de voz” da sua marca;
  • Levantar questões sobre temas cotidianos a partir do que as pessoas estão falando na internet (mas tome cuidado com os temas polêmicos). Pergunte a opinião dos seus fãs. Estimule a participação e diálogo (deles com você, e entre eles mesmos);
  • Utilize softwares para monitorar os comentários (para que todos sejam respondidos), medir engajamento dos seus fãs e extrair dados sobre eles.
  • Analise esses dados, faça ajustes na linha editorial, pauta de posts e na estratégia como um todo.

Entre em contato com a gente!

Teremos prazer em conversar sobre os cases da Sopa de Idéias na construção de comunidades em torno de marcas! Deixo aqui meu e-mail, para sanar quaisquer dúvidas: fernando@sopadeideias.com.br

Forte Abraço!

Infográfico: marketing digital de Deadpool

Deadpool

O filme Deadpool teve classificação indicativa “R – Rated” nos Estados Unidos, o que significa que é proibido para menores de idade e também restringe as formas de divulgação do longa. Por isso, os produtores tiveram que inventar sua própria estratégia de marketing digital. O personagem da Marvel é conhecido por sua falta de limites e perfil jocoso. A distribuição do longa é feita pela Fox.

O infográfico produzido pela Infobase Interativa (veja abaixo) mostra algumas das ações de divulgação do filme que utilizou plataformas pouco exploradas, como o aplicativo de namoro Tinder, e buscou gancho de datas comemorativas, como aniversário de São Paulo, para estar sempre por dentro do que se está sendo falado na mídia no momento. As redes sociais foram utilizadas para fazer brincadeiras e piadas com memes da internet, utilizando como referências a músicas de Wesley Safadão e MC Bin Laden.

De acordo com os dados reunidos para o infográfico, a estratégia diferenciada de divulgação do filme teve bons resultados: a arrecadação na primeira semana foi recorde, atingindo US$ 135 milhões.

INFOGRAFICO-deadpool2

Via Meio e Mensagem

WhatsApp é mais usado que Facebook no Brasil.

Segundo uma pesquisa feita pela Opinion Box, em Abril de 2015, WhatsApp é o aplicativo mais usado no Brasil. Cerca de 86% dos proprietários de Smartphones no Brasil possuem o App instalado em seu aparelho.

No entanto, o WhatsApp é mais popular entre as mulheres, veja os resultados da pesquisa abaixo:

189937

Fonte: emarketer

10 estratégias infalíveis de marketing

Durante encontro do varejo, consultores revelam técnicas para seduzir clientes

12209710485_6c3e81370c_z

O consultor BJ Bueno, fundador da The Cult Branding Company (que tem entre seus clientes a Coca-Cola), e Dave Ratner, presidente da cadeia de pet shops Dave’s Soda & Pet City, se juntaram no palco da NRF na tarde de ontem para dar dicas de marketing aos varejistas. Segundo eles, existem dez maneiras infalíveis de conquistar novos consumidores.

1. Adote ações de marketing não-convencionais Em novembro do ano passado, a loja de departamentos Macy’s elaborou uma tática pouco ortodoxa: em vez de expor artigos tradicionais na vitrine de sua loja em San Francisco, colocou ali gatos e cachorros que esperavam uma adoção. O público adorou e fez fila, tanto para adotar quando para comprar. Esse tipo de medida faz com que as pessoas se apaixonem pela sua marca.

2. Coloque sua loja no mapa Utilize os mecanismos de busca de maneira inteligente. Cada vez que um usuário procurar sua loja, a primeira coisa que deve aparecer na tela é um mapa indicando sua geolocalização. É possível fazer isso gastando bem pouco.

3. Lance um vídeo viral Ninguém sabe qual a fórmula do viral, mas existem algumas boas pistas. Ele precisa ter humor; as cenas devem passar espontaneidade; e o conteúdo precisa provocar identificação com o cliente. Alerta: faça piadas com você mesmo ou com a empresa, mas jamais com o cliente. Se ofender alguém, o tiro sai pela culatra.

4. Use e-mail marketing Muitas pessoas consideram o recurso ultrapassado, mas a ferramenta funciona, desde que usada adequadamente. A Nike, por exemplo, manda e-mails personalizados, com produtos que interessam àquele cliente em particular. Detalhe: as mensagens devem ter como foco o relacionamento, e não as vendas.

5. Faça liquidações participativas Em vez de apenas comercializar produtos com desconto, ofereça algo a mais – se for uma loja de alimentação, forneça receitas, ou ensine a combinar vinhos e pratos. Se for de moda ou beleza, dê dicas de tendências. Faça o cliente sentir que está participando daquele momento especial.

6. Tire proveito dos blogs Encontre blogs com poder de influência relacionados à sua área de atuação. Procure blogueiros que sejam formadores de opinião e estabeleça parcerias. Dessa maneira, poderá atingir seu público de forma orgânica e eficiente. Existem agências digitais que ajudam na tarefa de encontrar a melhor mídia.

7. Invista na sazonalidade Aproveite um feriado, uma mudança de estação, férias ou datas marcantes para promover suas mercadorias. Se não há nenhuma data em vista, seja criativo e invente uma. Funcionou para o Alibaba, que inventou o Dia do Solteiro.

8. Aposte nos display ads Os anúncios que seguem o usuário onde quer que vá são ferramentas eficiente de convencimento. Se ele precisa do que você está oferecendo, vai acabar comprando. O único perigo é seguir a pessoa errada, que simplesmente digitou uma palavra sem querer.

9. Forme sua tribo Nada mais cativante do que fazer com que seu cliente acredite que faz parte de um grupo especial, com uniforme, gostos e hábitos próprios. A Ikea estimula seus compradores a usarem amarelo, considerada a cor da marca.

10. Promova ações sustentáveis Use seu ponto de venda para criar iniciativas que tragam benefícios claros para a comunidade – e mostre para os seus clientes que está fazendo o bem.

 

Fonte: Revista PEGN

Dono da Netflix oferece assinatura vitalícia a Silvio Santos

Capturar

Silvio Santos é um gênio. Aos 84 anos, Senor Abravanel não é apenas um empresário de sucesso, mas é também um apresentador carismático e com fãs fiéis. E com a vantagem de ser o dono da emissora onde comanda um programa semanal que leva o seu nome, fala o que quiser e não tem que responder a ninguém. Como aconteceu no último domingo, quando contou que não assiste televisão e gosta mesmo é de cinema.

Até aí tudo bem, mas Silvio continuou e contou que está assistindo a uma série na Netflix, Bíblia – segundo ele, “espetacular, grande produção”. Depois, olhou diretamente para a câmera e soltou o seguinte comentário:

“Se você não tem Netflix na sua casa, passe a ter. A mensalidade é de R$ 18,90, creio eu, e o dono da Netflix nos Estados Unidos deve estar me vendo e deve mandar para mim um mês de graça”.

No melhor estilo “peça e será atendido”, Reed Hastings, o dono da Netflix, não só resolveu oferecer uma assinatura vitalícia do serviço ao Patrão, como ainda recomendou a ele uma outra série, House of Cards. A série, produzida pela Netflix, estreia hoje sua terceira temporada.

Assista:

Via Brainstorm9