Samsung atualiza “Aquarela”, de Toquinho, para a era digital

blog

Na década de 1980, a Faber-Castell fez o que se tornou uma espécie de clipe oficial do clássico “Aquarela”, música eternizada na voz de Toquinho. É até hoje um dos comerciais mais marcantes da nossa publicidade, que transformou a canção em sinônimo de criatividade, ignorando, é claro, a segunda parte melancólica da letra composta por Toquinho e Vinícius de Moraes.

Mais de 30 anos depois, a relação da música com a propaganda continua, em uma excelente nova versão criada pela Samsung para promover o Galaxy Note 5 que vai mexer com a sua memória afetiva. No lugar de canetas e lápis de cor, entra a S-Pen, e no lugar do papel a tela do dispositivo.

Enquanto mostra que a tecnologia é o que você faz com ela, a Samsung também homenageia o antigo comercial da Faber Castel com as mesmas referências, incluindo a assinatura escrita no final. Sai o “Sua companhia para escrever, desenhar e pintar”, claro, e entra “Provoque mudanças. Crie um novo mundo.”

Você pode verificar o Comercial da Faber Castell e do Galaxy Note 5 a seguir:

Via Brainstorm9

5 ideias inusitadas para apresentar um portfólio

83af7336953610712db537d1ab1db5b6

Na maioria dos segmentos, encontrar um emprego é como procurar agulha no palheiro. Gerentes, diretores e departamentos de recursos humanos recebem inúmeros currículos e indicações diariamente. Para se destacar em meio ao “mar de ofertas” de mão de obra, a criatividade pode contar inúmeros pontos a favor dos profissionais que buscam colocação no mercado de trabalho.

No caso dos publicitários e dos designers, em que o poder de criação é o suprassumo de seu oficio, o desafio aumenta. Nesta semana, o Adnews publicou a saga de Marcelo Toro, um jovem que se vestiu de entregador e resolveu entregar seu portfólio em formato de pizza em 16 agências de São Paulo. Confira abaixo cinco maneiras criativas de tentar entrar no mercado de trabalho.

“Boneco-currículo”

Em busca de uma oportunidade, o paranaense Henrique Murate, de 26 anos, resolveu ser ousado. O jovem publicitário trocou o velho CV por uma espécie de “boneco currículo”. O objetivo? Além do impacto, mostrar de maneira lúdica as suas habilidades profissionais. Henrique fez 50 bonecos de 25 centímetros com o custo de sete reais cada e distribuiu nas agências

port

Currículo em formato de passaporte

Uma designer romena utilizar todo o seu poder de inventividade para atrair a atenção dos recrutadores. Miruna Macri montou um portfólio em formato de passaporte. A estratégia era “esquecê-lo” intencionalmente em agências de publicidade. A designer copiou minuciosamente todos os detalhes de um passaporte convencional, desde a fonte, passando pelo layout, até chegar ao número de páginas. O projeto que ela batizou de “Passfolio” deu certo. Depois da brilhante ideia, o desemprego da romena durou apenas 72 horas.

Portfólio em forma de pizza

Por que não começar a carreira com uma ação criativa? Foi o que pensou Marcelo Toro, de 21 anos, recém-formado em publicidade e propaganda. Em busca de um espaço para mostrar seu trabalho, o jovem desenvolveu um portfólio em formato de pizza, com uma caixa personalizada e os dizeres “delivery – coma com os olhos”. Para entregar o folder, que evidenciava as características de seu trabalho, Marcelo Toro também se vestiu a caráter, como um entregador convencional da famosa massa redonda.

port 3

port 2

Currículo em versão Super Mario Bros

O currículo do americano Robby Leonardi é um site com uma espécie de releitura do clássico game Super Mario Bros. Navegar pela página é bastante simples, basta clicar nas setas, tocar na tela touchscreen ou na rolagem do mouse. Na medida em que o personagem do jogo faz um progresso, também são revelados os detalhes da vida e experiência profissional do webdesigner. Você pode ver o portfólio clicando aqui.

Capturar

Curriculo em formato de caixa de leite

O designer Miguel Rato resolveu criar um currículo em forma de caixa de leite para tentar uma oportunidade na agência de seus sonhos: a Wieden + Kennedy de Londres. Confira o resultado:

83af7336953610712db537d1ab1db5b6

Via AdNews

Cegonha entrega produtos Baby Dove em ação que utilizou drones.

Capturar

A figura da cegonha é comumente utilizada parar contar quando um bebê chegou ao mundo. Pensando nisso, a Dove se apropriou do conceito para destacar a chegada de sua nova linha “Baby Dove” com uma ação criada pela FBiz. A ativação aconteceu às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, no dia 21 e transformou drones em cegonhas para entregar produtos da nova linha para os pedestres que estavam com crianças no local.

O Brasil foi o primeiro país, em que Dove, da Unilever, está presente a anunciar, em novembro de 2014, o lançamento da linha exclusiva para bebês composta por 19 itens que já estão à venda em todo o País. Veja como ficou:

Via Meio & Mensagem

PuppySwap, o “serviço de filhotes por assinatura”.

filhotes

Imagine se, ao adotar um cãozinho, você tivesse a possibilidade de trocá-lo por outro filhote após alguns meses, quando ele começasse a crescer? Esta é a proposta do PuppySwap, um “serviço de filhotes por assinatura”. Basta logar, escolher a raça e cor e pronto, o bichinho é entregue em sua casa.

E se o cãozinho começa a crescer e dar mais trabalho do que você esperava, basta trocar por um novo filhote. Em resumo, o serviço permite que você tenha um cão, mas não precise se comprometer com sua criação. Fácil, não?

Se você também se revoltou com o absurdo deste serviço – e conseguiu chegar até aqui neste texto, antes de sair xingando nos comentários -, saiba que o PuppySwap não existe. Ele faz parte de uma campanha criada pela agência canadense Grip para a Toronto Humane Society, com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o abandono de animais.

No final do vídeo, há a informação de que, anualmente, 180 mil animais chegam a abrigos no Canadá e pelo menos 40% deles nunca saem de lá. Ter um bichinho é um comprometimento para a vida, e não deve ser encarado de forma leviana.

Via Brainstorm9

Como ser criativo no Facebook, segundo o próprio Facebook

adnews-15995934391411146334bddd07870819b5654e2c5e5476b4b530aadf9fba

O Facebook, por meio de seu blog voltado para os anunciantes, enumerou seis dicas de como ser criativo na maior rede social do mundo.

Todas foram elaboradas por Pablo Tajer, Creative Strategist do Facebook para o Cone Sul.

Confira:

1 – Tente parecer uma pessoa, não uma empresa

O Facebook é uma plataforma que apresenta diferentes desafios para a publicidade tradicional e é importante que você tenha isso em mente ao criar suas publicações e anúncios. Quanto mais você se parece com amigos de seus clientes, mais atenção você vai receber. Por exemplo, se você tem um restaurante, em vez de criar um conteúdo com um fundo estático e a foto de um prato, é melhor se você usar a perspectiva de uma pessoa, que é mais atraente e menos “publicitário”. O objetivo é que seus clientes não percebam a diferença entre conteúdos criados por marcas e por amigos em seus Feed de notícias.

2 – Conte uma pequena história em cada publicação

No Facebook as pessoas contam situações que acontecem com elas. Sua marca deve fazer o mesmo. Seu conteúdo tem quer contar histórias e/ou momentos dos produtos e serviços que você está oferecendo. Isso é a chave para que as pessoas se identifiquem com sua marca.

3 – Pense criativamente em quem podem ser seus potenciais clientes

O Facebook tem ferramentas que te ajudam a segmentar e aprender mais sobre os interesses de seu público. Quanto mais informações você tiver sobre os seus potenciais clientes, melhor. Conhecer os gostos e desejos dessas pessoas vai te ajudar a sair do convencional e a criar conteúdos que atraiam quem ainda não tem interesse pelo seu produto ou serviço. Por exemplo, se você tem uma empresa que vende raquetes de tênis, você pode segmentar seu público interessado em cuidados de saúde e não necessariamente direcionar a mensagem somente para pessoas interessadas no esporte. Alguém que está interessado em sua saúde pode ser um cliente em potencial para você e quer comprar uma de suas raquetes.

4 – Preste atenção na qualidade das imagens

Hoje existem muitas ferramentas para criação de conteúdo atraente e bonito. Por exemplo, os filtros de Instagram. Não é necessário ter um fotógrafo profissional para tirar uma bela foto. Com uma boa imagem e o filtro certo é possível conseguir uma publicação de qualidade. Por outro lado, você deve se dedicar a criação de conteúdo próprio para que tenham uma cara mais real e se pareçam menos com fotos genéricas de bancos de imagens.

5 – Pense sempre no visual dos conteúdos para dispositivos móveis

Cada vez mais pessoas acessam o Facebook por meio de um dispositivo móvel — celulares, smartphones, tablets. Ao criar uma publicação é importante observar as limitações destes dispositivos e pensar na melhor alternativa. Por exemplo, ao escolher uma foto do seu perfil teste seu visual num dispositivo móvel. Se a imagem for muito grande, provavelmente ficará cortada, o que gera uma má experiência para quem vê.

6 – Evite mensagens como “Clique em curtir se gostou do que viu”

Se o conteúdo é atrativo, as pessoas naturalmente vão clicar em curtir, comentar ou compartilhar. A primeira barreira é que você deve propor a quebrar a indiferença das pessoas com oi seu conteúdo e a melhor maneira de fazer isso é usando sua criatividade.