Os comerciais do Super Bowl 49.

3118843311

Em campo, o Super Bowl 49 foi decidido na última jogada, quando o Seattle Seahawks esteve a poucas jardas de conquistar o título da liga americana de futebol americano, mas foi interceptado pelo New England Patriots – que ganhou por 28 a 24. Apesar de uma briga generalizada ao final da partida, o jogo foi um grande espetáculo. Assim como o show do intervalo com Katy Perry e Lenny Kravitz.

E para quem esteve em casa nos Estados Unidos, houve um terceiro show: os intervalos comerciais. As atrações foram do cachorrinho perdido de Budweiser, ao experimento “Like a girl”, de Always (P&G), passando por “Pay with love”, de McDonald´s, “Make it happy”, de Coca-Cola, “Wisdom”, de Dodge, sem contar a triunfal volta de Walter White, personagem de Breaking Bad, em comercial de Esurance.

Durante a semana, diversos rankings apontarão os melhores comerciais na opinião do publico. Por enquanto, dê uma olhada em todos os filmes que foram ao ar no intervalo mais caro da publicidade mundial, com espaço de 30 segundos a US$ 4,5 milhões, e forme sua opinião a respeito:





















































Via Meio & Mensagem

10 minutos de leitura diária podem mudar a vida de uma criança.

maxresdefaultUm novo comercial vem ganhando destaque nos últimos dias, o de uma ONG chamada “Save the Children”, que foi criado pela agência Don’t Panic. Esse comercial fala sobre a importância de ao menos 10 minutos de leituras diárias para uma criança.

O comercial mostra uma criança, que pede para o pai ler um livro para ela. O pai prontamente recusa dizendo que está cansado, e não vai ler nada para a criança. Então, quando o pai cai no sono, ele começa a sonhar com o futuro do seu filho, e todas as consequências que a negação da leitura podem causar em toda uma vida, como o crescimento de uma criança analfabeta, e até o Bullying que a criança sofre por não saber ler.

Após acordar, o pai muda sua postura e lê para o filho, e no final, aparece o recado da campanha: “uma leitura conjunta por apenas 10 minutos diários pode mudar o futuro de uma criança para sempre.”

Assista:

Via AdNews

Vídeo revela a origem da Coca-Cola

Um comercial da coca-cola mostra de forma bem humorada como o farmacêutico americano John Stith Pemberton criou a misteriosa fórmula em 1886, que é guardado a sete chaves pela empresa até hoje.  Quando começou a ser comercializada, a bebida custava cinco centavos de dólar a garrafa. Muita coisa mudou desde então, mas, segundo a empresa, a fórmula não foi alterada.

Confira o vídeo, que é um projeto coletivo da agência canadense The Cyranos, com produção da Glassworks e CANADA.


 
 

 

Comerciais tailandeses sempre fazem a gente chorar

Estava navegando na internet e encontrei no blog “Pensar Enlouquece” uma seleção de comerciais tailandeses, como no título do post diz, comerciais tailandeses sempre fazem a gente chorar, confira ai a seleção dos comerciais, duvido você não se emocionar com algum deles:

O Herói anônimo

“Herói Anônimo” já foi visualizado mais de 8 milhões de vezes em apenas 12 dias, e caminha a passos largos para repetir o sucesso de outra propaganda tailandesa com a qual você provavelmente já viu por algum amigo que a compartilhou nalguma rede social.

Doar é a melhor comunicação

“Doar é a melhor comunicação”, comercial da operadora de celulares True Move. O vídeo mostra a história de um dono de restaurante que também possui o hábito de fazer pequenos gestos generosos ao longo do dia a dia. O final inesperado da narrativa me fez lembrar dos versos finais de uma das mais belas canções dos Beatles.

Silêncio do Amor

Outro comercial comovente (em mais uma peça patrocinada pela seguradora Thai Life) é “Silêncio do Amor”, que narra a história da relação conturbada de uma filha e seu pai surdo-mudo. Ao final, uma mensagem que faz todo o sentido do mundo: “Lembre-se de cuidar daqueles que se preocupam com você”.

Não me Esqueça

Não me Esqueça, que mostra a dedicação de um marido à sua esposa doente, após décadas de casamento.

Se houvesse no Festival de Cannes um Leão de Ouro dedicado a comerciais que fazem a gente chorar feito uma criança desamparada que acabou de assistir à morte do Mufasa ou da mãe do Bambi, outro sólido candidato seria os comerciais tailandeses.

Se você quiser ver mais alguns comerciais, da uma acessada no site Pensar Enlouquece.

Fonte: Pensar Enlouquece

8 retratos do pai moderno na publicidade

Paizões

São Paulo – “Não basta ser pai. Tem que participar”. Se as mães fazem mais barulho e movimentam mais o varejo, o Dia dos Pais também tem sua fatia de importância na publicidade. O clássico slogan da Gelol é um exemplo das excelentes campanhas criadas para celebrar a data.

De lá para cá, a representação da paternidade nos anúncios deixou de lado o estereótipo do homem que se dedica só ao trabalho. Mais afinados à modernidade, são retratatos marinheiros de primeira viagem ou veteranos de alma sensível, conectados às tecnologias (claro), sem receio de serem emocionais ou sujar as mãos com algumas fraldas. Confira na galeria alguns comerciais recentes sobre os pais, para rir e se emocionar.

“Pai Não”, Boticário

Pais podem até não engravidar, fazer mil exames ou sentir desejo gastronômicos exóticos, mas facilmente ocupam o posto de coadjuvantes de luxo. No sensível comercial “Pai Não”, da Almap BBDO para O Boticário, o destaque vai para as mudanças na vida de um recém iniciado na paternidade, que mergulha numa nova rotina tão intensa quanto emocional. O filme, que promove o Quasar, foi dirigido por Heitor Dhalia, da produtora Paranoid, conhecido por seus longas “À Deriva” e “O Cheiro do Ralo”.

“New Dad”, Google

Mais um marinheiro de primeira viagem, o protagonista do comercial do Google para promover o Google Plus ganhou uma mãozinha da tecnologia para criar um inventário das emoções de ter um filho.

O filme conta a história de um homem jovem, moderno e conectado, que tirou muitas fotos do filho com o celular, mas esqueceu o aparelho dentro de um táxi. Para sua sorte, nada foi perdido, já que todas as imagens tiradas com o celular ficam salvas em seu perfil do G+. A peça é de 2012.

“Empurrãozinho de pai”, Itaú

Pais ocupados com o trabalho mas sempre com tempo para rituais simples mas significativos, como estar lá dando firmeza à quem aprende a andar de bicicleta. O empurrãozinho é o tema da campanha do Itaú criada pela Africa para o Dia dos Pais 2013. O vídeo é parte da campanha institucional “issomudaomundo”, também iniciada este ano, e que estimula pequenos hábitos para melhorar a vida.

“Pai é pai”, Sprite Light

Nenhuma palavra foi necessária nesse filme delicado que retrata o amor entre um pai e uma filha. Em 30 segundos, a rotina de ter uma menina é contada com cenas cotidianas, acompanhada da música “To Love Somebody” na trilha sonora. A peça é de 2008.

“Pai que sua a camisa”, Protex

O filme criado para a marca Protex gira em torno da ideia de que pais também podem sentir afeto, beijar e abraçar. A peça mostra a rotina do piloto Rubens Barrichelo e seus dois filhos, Eduardo e Fernando. Numa versão estendida, um trecho destaca a trajetória biográfica do corredor, e principalmente a influência que o seu próprio pai teve no início da sua carreira. O vídeo foi criado pela Red Fuse / VML Brasil.

“Homenagem aos pais”, Coca-Cola

O tocante filme, criado pela Santo de Buenos Aires para a Coca-Cola, usa cenas de um vídeo caseiro originalmente publicado por um usuário do YouTube.

O momento capturado pelo usuário mostra um pouco do que ele é capaz de fazer para deixar sua filha mais tranquila. “Para cada banqueiro especulador, um milhão de pais dão tudo que podem sem pedir nada em troca”, diz o slogan.

“Dad”, Volkswagen

Do dia em que leva sua filha para casa, seguido pelo passar acelerado dos anos, até o momento em que sua filha começa a dirigir. O protagonista do filme “Dad”, da Volkswagen, é um homem preocupado com segurança. E assim como os outros pais desta lista, é um pai presente e sensível. O filme foi criado para o Reino Unido.

“Dear Sophie”, Google Chrome

Em maio do ano passado, o Google divulgou o filme “Dear Sophie”, em que colocou pai e filha, e cenas reais dos dois, para divulgar seu navegador Chrome. No comercial, a companhia mostra um pai contando a vida de sua filha recém-nascida por meio de diferentes serviços oferecidos pela empresa, em uma espécie de diário virtual da vida da criança.

Fonte: Exame.com